fbpx
Dá pra ser mãe, trabalhar fora e ter bons hábitos alimentares?

Dá pra ser mãe, trabalhar fora e ter bons hábitos alimentares?

Pergunta difícil, precisa de um post inteiro para respondê-la, mas a resposta é sim. Vamos là. Primeiro, qual a sua definição de bons “hábitos alimentares”? A minha é simples: me alimentar de forma regular, comer o menos possível de alimentos processados e o máximo possível de produtos frescos, cozinhar em casa e tentar diversificar o que meu filho e eu comemos. Isso nem sempre é possível, mas a gente segue tentando. 

🍉 🍌 🍎 

Meu filho toma café, almoça e faz o lanche da tarde na creche. Lá, todos os alimentos são bio e provenientes de um serviço de entrega de comida especializada em cardápios balanceados para crianças. Fico feliz e aliviada em saber que a alimentação dele está em boas mãos. Mas, estamos na Alemanha e aqui se come MUITOS embutidos. São dezenas de tipos de salsichas e frios, fora os patês – os chamados leberwurst. E como o Marcelinho também é alemão, tenho que levar isso em consideração na hora das compras. Por mais que eu queira, tem certas coisa que simplesmente não consigo eliminar do nosso cardápio, pois ele vive aqui e certos alimentos fazem parte do dia a dia da vida na Alemanha. Mas eu limito bastante o consumo. Por exemplo, se uma semana percebo que comemos frios demais, na próxima nem compro, incentivo as frutas  e priorizo os iogurtes. 

🍉 🍌 🍎 

Meu maior desafio é a janta: chego cansada, meu filho precisa ir pra cama cedo e nunca sei o que fazer. Estou aprendendo aos poucos a me tornar mais simples na cozinha, o que se traduz em investir em coisas rápidas e em menor quantidade de comida. Por exemplo, no Brasil na mesma refeição temos arroz, feijão, verdura , salada e uma carne. Aqui tive de aceitar que não consigo manter um cardápio assim diariamente. Não dá tempo, fora que eu tenho ganhado muita gordura na barriga, então reduzir a ingestão de alimentos à noite acabou sendo uma boa idéia. Lá em casa, à noite ou tem um arrozinho com saladinha e uma mistura, ou um bife, frango ou outra carne e uma verdura. 

Coisas que sempre funcionam, são rápidas e fáceis de fazer e as crianças amam: 

  • macarrão parafuso com abobrinha e atum 
  • ovos cozidos com as gemas temperadas com maionese, sal e coentro servido com arroz branco
  • salada caprese (tomate e mussarela), filezinho de frango e arroz
  • sanduíche de pão de forma integral com atum temperado com coentro, cebolinha, sal e um pouco de azeite
  • brócolis cozido, arroz com vagem e carne moída
  • quinoa (amo!) cozida com cenoura ou vagem e bastante alho e um bom bife.
  • batata cozida passada na manteiga com um bom omelete

São coisas simples que sempre dão certo.

Aqui na Alemanha é super comum levar marmita e eu levo a minha de casa. Além de economizar bastante (comer fora todo dia nunca sai barato no fim do mês e aqui não existe vale-refeição) eu meio que controlo assim a quantidade e o que acabo comendo. Mas claro, não sou nenhuma xiita e no meio da tarde rola sim um chocolatinho e um biscoitinho. 

Desde que voltei com 5kg a mais das férias do Brasil tenho tentado comer menos pão, o que aqui é um esforço tremendo. A Alemanha tem mais de 200 tipos de pães, acreditam? Um mais delicioso que o outro. Começo o dia com um copo de suco (minha marca favorita é a francesa Innocent), daí ao chegar ao trabalho como um iogurte com cereal, tomo meu café e lá pelas tantas uma fruta. Não faço isso todo dia. Tem dias que simplesmente quero comer um pão gostoso e não me privo. Adoro pão com manteiga!

🍉 🍌 🍎 

O fim de semana é quando aproveito para ir ao mercado, escolher as coisas com mais calma e cozinhar mais. Um hábito que quero desenvolver: cozinhar em grandes quantidades e ir estocando no freezer para usar durante a semana. Vocês fazem isso? Em quais receitas fáceis e gostosas vale investir?

Beijos!

Uma tour gastronômica pela cidade de São Paulo

Uma tour gastronômica pela cidade de São Paulo

Na correria do dia a dia, às vezes, não nos damos conta das maravilhas que estão bem próximas a nós. São Paulo é uma cidade tão dinâmica que alguns restaurantes incríveis abrem e fecham sem que a gente nem fique sabendo, seja por problemas internos ou por falta de divulgação.

Uma tour gastronômica pela cidade de São PauloUma tour gastronômica por São Paulo

Resolvi fazer uma pequena lista de locais interessantes e me desafiar a conhecê-los num determinado espaço de tempo. Pode ser 1 mês ou 3 meses, ainda não me decidi. Cada um pode fazer a si mesmo, um desafio parecido. Sair da rotina é essencial para o bem viver. You only live once

Amadeus – frutos do mar

Rua Haddock Lobo 807, São Paulo

Os inúmeros elogios ao local o tornam essencial a esta lista. Cozinha mediterrânea e brasileira, fortemente calcada nos frutos do mar, tem excelente localização. Com decoração clássica e ótimo atendimento, é um local indicado para um encontro especial ou uma boa comemoração. Pode colocar em sua lista porque vale a pena!

Kinoshita – comida asiática e vegetariana

Rua Jacques Felix 405, São Paulo

Quem gosta de comida japonesa, chinesa e tailandesa não pode deixar de conhecer este restaurante. Além da culinária asiática, ele ainda tem muitas opções para quem não gosta de comer carne, o que torna um ótimo local para encontrar amigos diversos e experimentar o menu degustação. O chef é sempre muito elogiado. Tenho que provar tudo!

Ristorantino – italiano

Rua Dr. Melo Alves, 674 Jardins, São Paulo

Considerado por muitos, o melhor restaurante de culinária italiana de São Paulo, o local merece a fama adquirida. Ambiente requintado e elegante, sem perder a essência aconchegante. O cardápio é renovado com certa frequência e o serviço é muito elogiado. Vale o quanto cobra.

PedidosJá – todas as culinárias

PedidosJá é um dos meus favoritos quando estou com vontade de comer algo delicioso, mas não quero ir ao restaurante. Eles fazem entregas para a maioria dos melhores restaurantes de São Paulo, seja uma pizza, um sushi, ou culinária chinesa – há algo para todos os paladares.

Dez fotos que provam que Rihanna é sim uma diva fashion

Dez fotos que provam que Rihanna é sim uma diva fashion

A cantora Rihanna sempre dá o que falar com seus looks. Ela lança tendências na mesma velocidade com que lança hits! Rihanna não é apenas uma trend-setter, ela abraça as novidades fresquinhas das passarelas, arrasa no streetstyle sem medo de ser feliz, ao mesmo tempo em que consegue deslumbrar todo mundo no red carpet com um vestido grifado no melhor estilo lady like. Eu adoro Riri. Acho-a versátil, imprevisível, ousada. Suas escolhas fashion vão muito além do obvio e do que seria esperado para uma cantora pop jovem. Seus looks são verdadeiras declarações de autenticidade que mostram uma personalidade inquieta, glamourosa e irreverente, talentosa e corajosa.

Rihanna-Dress-at-2014-CFDA-Fashion-Awards--14

Vamos ver dez fotos que provam que Rihanna é sim uma diva fashion. Porque para merecer tal título tem que ousar, chocar, ser a mais bem vestida do evento, ou a mais polêmica. Em resumo: precisa ter ousadia para tentar coisas novas e expressar sua personalidade através da moda.

Comecemos por esse look de primeiro de junho de 2017, na ocasião de um evento em Los Angeles: um vestido-camisa sem nada por baixo, make natural e cabelos molhados tipo “acabei de sair do banho, enfiei isso aqui e vim pro evento”.

hbz-style-secret-rihanna-1496340562

Pulemos para o CFDA Fashion Awards 2014: quem mais nesse planeta conseguiria parecer tão natural usando um modelito desses?cfda

Com um terninho Dolce&Gabbana, em 2009, de luvas e ombros.. digamos, estranhos.
810Ainda em 2014, quando ela se tornou embaixadora da Dior… que arraso, hein Riri?
810-2

Coachela 2017: “Ainda não posso ir pra casa, porque nem todo mundo viu meu look ainda”, disse Rihanna nas redes sociais. Look 100% Gucci.
pasted image 0Vestindo modelito de sua própria coleção. Reparem nos sapatos estilo corte do século XVII, no matelassê do vestido e na estampa. Aliás, esta coleção é chamada de “Maria Antoinette malhando”, ha ha ha.
pasted image 0-22015 no Good Morning America. Falem a verdade, quem mais conseguiria usar um look desses e encarar o mundo no dia seguinte?
pasted image 0-3Né, gente? Pijamas são “o que há” pra sair de casa. Mas a galera embarcou nessa e muita marca lançou coleções de roupas de ficar em casa pra sair. Vixi ficou confuso… é tipo a tendência de usar camisola com salto pra ir num evento.
pasted image 0-5Met Gala 2015. Migues, por que um tubinho estilo sereia se eu posso usar ESSE vestido?
pasted image 0-4O que grita mais streetstyle do que esse look, minha gente?  Uma voltinha em Londres e a gente vê isso aí nas ruas, aos montes. Bom migas, o streetstyle da Rihanna sozinho dá um post inteiro.

NEW YORK, NY - MAY 01: Rihanna is seen arriving at the Carlyle Hotel to prepare for the "Rei Kawakubo/Comme des Garcons: Art Of The In-Between" Costume Institute Gala on May 1, 2017 in New York City. (Photo by Roy Rochlin/Getty Images)

Muitos looks da Rihanna são considerados vulgares pela imprensa (afinal, o que é vulgar? mostrar o próprio corpo e se sentir bem consigo mesma?), mas uma coisa é certa: Rihanna NUNCA passa despercebida num red carpet, seja pelo deslumbre ou pela ousadia. Coisa de diva fashion.

Diversidade e Estado Laico são temas da Parada Gay 2017

Diversidade e Estado Laico são temas da Parada Gay 2017

Estado Laico é o tema da 21ª Parada do Orgulho LGBT de São Paulo que acontece dia 18 de Junho de 2017

“Independente de nossas crenças, nenhuma religião é Lei! Todas e todos por um Estado Laico” é seu slogan.

Já parou pra pensar no papel da religião na visão que as pessoas têm sobre a comunidade LGBT? Será que a religião ajuda a conscientizar e fomentar um pensamento mais aberto e de aceitação e respeito, ou faz com que seus adeptos observem e julguem o mundo exclusivamente pela ótica de suas religiões? A discussão é válida e muito necessária num Brasil onde o número de deputados que tentam trazer para a política pautas religiosas só aumenta.

A 21ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo acontece domingo, 18 de Junho, com concentração a partir das 10h em frente ao MASP, na Avenida Paulista. O movimento é organizado pela ONG APOGLBT SP (Associação da Parada do Orgulho de Gays, Lésbicas, Bissexuais e Transgêneros de São Paulo). Para esta edição, o tema é “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é Lei! Todas e todos por um Estado Laico”. Este tema foi discutido em várias reuniões ao longo do ano desenvolvido pela ONG em parceria com coletivos, outras ONGs LGBTs e militantes independentes onde, entre diversas questões, o fundamentalismo religioso tem ganhado dentro da política grande importância aos avanços e retrocessos morais sobre os assuntos ligados à diversidade.

estado-brasileiro-laico-sera-jpg

Pra exemplificar a importância do tema na sociedade atual, o evento contra com o patrocínio de duas grandes marcas: Uber e Skol.  “Apoiamos a Parada do Orgulho LGBT porque estamos ao lado da bandeira do respeito acima de tudo. Desde a última parada nos consolidamos neste caminho. Apoiar a Parada LGBT é fomentar a cultura colocando em foco a diversidade e promovendo antes de tudo o respeito pelo outro. Estamos muito orgulhosos em fazer parte mais uma vez”, disse Maria Fernanda Albuquerque, diretora de marketing da Skol.

A Uber acredita que todo mundo deve ter o direito de ser autêntico em sua individualidade, orientação sexual e identidade de gênero, e mais que isso, se sentir seguro e respeitado. Buscamos ser aliados da comunidade LGBT, não só no dia da Parada do Orgulho, mas o ano todo.“, disse Ana Pellegrini, Diretora Jurídica e Líder de Diversidade da Uber no Brasil.

Sobre o tema Estado Laico, Claudia Regina, presidenta da APOGLBT SP, diz:

Nossos principais inimigos hoje são os fundamentalistas religiosos, grupos de pessoas dentro de algumas religiões que insistem em nos condenar e retirar direitos já adquiridos. No Congresso Nacional, por exemplo, o debate sobre a criminalização da LGBTFobia é repleto de ataques de parlamentares da bancada religiosa e conservadora, muito dos quais utilizando-se de suas imunidades parlamentares para disseminar o ódio a uma parcela da população. Seus argumentos? Alguns citam suas visões de fé, como se estivessem em seus púlpitos e não em uma instituição que deveria garantir e se orientar pela laicidade, preconizada na Constituição Federal de 88.

bancada-evangelica-homofobiaProgramação da 21ª Parada do Orgulho LGBT
A 21ª edição da Parada do Orgulho LGBT terá sua concentração às 10 horas e início da marcha às 13h com saída do primeiro trio. O trajeto dos trios será entre a Avenida Paulista e a Rua da Consolação. O último trio chega à Rua da Consolação às 18 horas. Ao final da Parada, no Vale do Anhangabaú, acontecerá a partir das 19 horas o Show de Encerramento da manifestação do Orgulho LGBT. Diversos artistas ainda serão confirmados. Outros, por questões de contrato, só podem ser divulgados dias antes do evento.
Por enquanto, a atração principal é Daniela Mercury no trio da Skol e diversas intervenções culturais promovidas pelo diretor artístico Heitor Werneck no início e durante a manifestação.

Bloqueio da Av. Paulista
A Av. Paulista estará bloqueada para carros a partir das 8 horas do dia 18 de Junho. A liberação da avenida acontecerá após a limpeza da via urbano no domingo. A Rua da Consolação ficará bloqueada para carros entre 12h e 19 horas.

SERVIÇO:
21ª Edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo
– Tema: “Independente de nossas crenças, nenhuma religião é lei! Todas e todos por um Estado Laico”
– Horário: das 10h às 18h
– Concentração: Em frente ao Masp, na Avenida Paulista – São Paulo/SP
– Realização: APOGLBT
– Patrocínio: Skol, Uber e Doritos
– Apoio: Microsoft
– Apoio institucional: Prefeitura de São Paulo
– Agenda completa da APOGLBT: http://paradasp.org.br/agenda2017
– Evento oficial no Facebookhttps://www.facebook.com/events/105978123240834

As mulheres do poker: beleza e poder

As mulheres do poker: beleza e poder

Que o universo do poker tem seu próprio ciclo de tendências de moda é fato conhecido para os que acompanham o esporte: apesar dos profissionais ícones terem seu estilo próprio, a cada época um tipo de look vira quase que uniforme no feltro. Dos chapéus de caubói a camisas chamativas e espalhafatosas, ou dos moletons de capuz a ternos elegantes, a indumentária dos jogadores sempre foi algo que chamou a atenção do público, além das partidas em si.

Vanessa Selbst

No entanto, até pouco tempo atrás esse cenário era tomado por representantes do sexo masculino quase que na totalidade, e mesmo as mulheres que jogavam poker raramente participavam de torneios. A boa notícia é que elas vem ganhando cada vez mais espaço no esporte. Apesar da maioria dos competidores ainda ser formada por homens, as mulheres do poker tem se destacado e aprecido na mídia, especialmente por representarem plataformas importantes do esporte. As mulheres do poker: beleza e poder,

As profissionais do time feminino do PokerStars, por exemplo, compõem um grupo forte, conhecido mundialmente, e que colabora para trazer mais igualdade ao esporte, ajudando a expandir a participação desse gênero nos campeonatos. E além do show de habilidades e profissionalismo, elas também continuam a ditar tendências do mundo fashion, cada uma com seu estilo próprio, mas todas arrasadoras.

Celina Lin

Outra jogadora que tem um estilo mais simples é nada menos que a mulher mais premiada do poker, Vanessa Selbst. Seu estilo é bem esportivo, e geralmente é fotografada vestindo moletom ou agasalho, e blusas de manga comprida. Em eventos mais chiques, é possível flagrá-la com camisa social e terno.

Indo no sentido oposto, temos Celina Lin, talento do poker asiático que geralmente aposta em decotes, blusas de alcinha e roupas que modelam o corpo. A chinesa também é adepta de um visual mais incrementado e diversificado, que vai de vestidos elegantes a terninhos coloridos (rosa choque, laranja, risca de giz), e blusas de renda ou com brilho. Os cabelos castanho avermelhados sempre estão bem penteados e sua marca registrada é o franjão lateral. Ela é fã de acessórios e está sempre de brincões, pulseiras e anéis, mas nada em excesso.
Mais uma jogadora que faz vezes de modelo é a holandesa Fatima Moreira de Melo (esse nome vem do pai, português), a loira já posou diversas vezes de biquíni e o corpo delineado e em forma se deve ao fato dela ser praticante não só do esporte da mente, mas também de Hockey, carreira na qual junta vários títulos e vitórias. Também já participou e venceu um reality show, é cantora e designer de joias. Toda essa garra e ambição são evidentes em seu visual confiante, que parece variar de acordo com seu humor e ocasião, indo de roupas mais confortáveis e despojadas nas mesas de poker até vestidos ousados, estampas, transparências e joias longe do feltro.

Para finalizar, a forma de se vestir muitas vezes consiste em parte da estratégia de alguns jogadores, pois o visual pode ajudar a disfarçar expressões que entregariam um blefe, e podem servir para coagir um adversário ou até distraí-lo.

Interessante conhecer um pouco sobre o estilo das mulheres no mundo do poker, não acham? Mais interessante ainda é saber que existem mulheres fortes no esporte, com títulos e vitórias, e com muito estilo!

Fotos Fontes:
Flickr/World Poker Tour 
Flickr/World Poker Tour 
Flickr/World Poker Tour 
Wikimedia
Cabelo crespo – hairstyles após 16 meses de big chop

Cabelo crespo – hairstyles após 16 meses de big chop

E voilà meninas que 16 meses se passaram desde que passei a tesoura geral no cabelo. Não sou muito boa em manter uma rotina bonitinha aqui no blog sobre minhas aventuras capilares. Até porque eu não tenho uma rotina, sabe? Eu faço o que posso com uma casa para cuidar, um filho de três anos, língua nova pra aprender, procurar emprego e o blog. Queria mostrar para vocês como tenho usado meu cabelo ultimamente. Como ele fica quando eu faço um esforcinho para estiliza-lo, e como ele cresceu ao longo desse quase um ano e meio! Cabelo crespo – hairstyles após 16 meses de big chop

Tenho usado assim atualmente. O afro puff é demais. A gente fica chique e classuda com ele. Adoro!! Felicidade poder prender o cabelo depois de um ano. Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

Vocês que estão em transição e apreensivas sobre cortar ou não, espero que esse post sirva de inspiração. Cabelo cresce, gente! E natural cresce beeeem mais rápido, mesmo eu não cuidando tanto quanto gostaria.

Depois de ter aplicado uma pomada africana e feito twists. Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chopAqui até que eu consegui definir os fios ainda ümidos, depois joguei uma faixa por cima. Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop Um jeito novo de usar a faixa: deixando uma ‘franja’ meio solta na frente. Truque bom para 3, 4 dias de ‘day after’Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chopPassei um creminho, coloquei uma florzinha e pronto. Não tenho como ficar uma hora e meia fazendo fitagem, gente! Meu filho não deixa!Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

E por falar em filho… Aqui uns dois dias depois dos twistsCabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chopCabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

Com meu garoto logo após lavar a passar o creminho de todo diaCabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chopImaginem esse cabelo todo na nevasca? Tinha dias que era tanta neve que pesava na cabeça e os fios caíam nos meus olhos. Aqui, lavado e todo preso com faixa.Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chopFinalizando com dois afro puffs: um logo após estilizar, e outro de uns 3 dias de day after.
Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

Em qual das fases abaixo vocês acham que estou agora?Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

E aí, será que consegui inspirar vocês? Sim, não sou daquelas crespas que passam hoooooras arrumando o cabelo e tem uma rotina capilar planejadinha. Não consigo isso, infelizmente. Primeiro preciso achar produtos adequados aqui na Alemanha, depois posso começar a planejar como e quando usá-los. Mesmo assim, acho que já fiz muitos progressos.

PS: eu, no dia do big chop, só para vocês compararem.
Cabelo crespo - hairstyles após 16 meses de big chop

küsse

SOBRE PL

O Passaporte voltou, sempre interagindo com seus seguidores, com dicas e informações do mundo da moda, beleza, turismo, entretenimento com um olhar de quem vive buscando o inusitado!

Desenvolvido por Digital Helper
Copyright © 2020 Passaporte do Luxo.Todos os direitos reservados.