fbpx
Cinco apps de relacionamento para usar no mundo pós-pandemia

Cinco apps de relacionamento para usar no mundo pós-pandemia

Olha eu aqui de novo pra falar de paquera e relacionamentos. Assunto dos bons, hein? Espero que provoque tantas risadas quanto o post de dias atrásE aí, quantas horas por dia vocês passaram em apps como Tinder, Badoo, Bumble, Lovoo? Atualizaram bem os contatinhos? Confessem!! Mas sério, acho que se antes os aplicativos de relacionamento conheceram um boom gigantesco por facilitarem a troca de contatos e a interação antes mesmo do encontro físico, agora com a pandemia da Covid-19 eles ganham uma outra importância. Em um mundo impactado por um vírus altamente contagioso onde, dificilmente, voltaremos à tal “normalidade” de antes, a paquera in loco, o flerte presencial, o “ficar” na balada ou no barzinho infelizmente se tornaram uma coisa perigosa. Beijar e abraçar estranhos na noitada virou arma e na atua conjuntura pode ser letal. Pelo menos até encontrarmos uma vacina contra esse vírus maldito.

E é nesse contexto que os apps de relacionamento e paquera vão crescer. Com países inteiros em quarentena mundo afora, a única maneira de continuar conhecendo pessoas e investindo na paquera é através dos apps. Aí quando esse pesadelo acabar, finalmente poder encontrar aquela pessoa com quem você vem conversando e trocando fotos há tempos. Mas até lá já sabe: #ficaemcasa

De acordo com uma pesquisa do Happn Brasil, realizada em 2018, 60% dos brasileiros fazem uso de apps de relacionamento! É muita gente! E em época de distanciamento social a busca por esse serviço subiu. O distanciamento físico aproxima as pessoas no mundo virtual como temos visto nas lives, vídeo conferências e afins. Mas você conhece o perfil dos aplicativos mais usados no Brasil? Sabe em qual deles é mais fácil achar diversão casual ou em qual plataforma as chances de encontrar seu próximo namorado (a) são maiores? Tem aplicativo que realmente favorece encontrar o amor ou é tudo focado em sexo sem compromisso? Calma, vamos fazer uma análise bem rapidinho aqui dos cinco apps mais usados no Brasil. Aí você decide qual deles casa melhor com o que você busca no momento, combinado?

  1. Tinder (IOS, Android)
    Campeão absoluto no quesito paquera, o Tinder é um fenômeno mundial e mudou completamente a maneira como as pessoas buscam parceiros online. Na minha opinião pessoal, o Tinder tornou tudo mais superficial, visto que muitos não querem investir tempo conhecendo alguém, já que é mais fácil voltar de novo pro celular e deslizar para o próximo. Mas o app também deixou tudo mais fácil e rápido. Nunca foi tão fácil encontrar pessoas novas e expandir a rede de contatinhos. Intuitivo e fácil de usar, tem fama de ser bom para encontros casuais. Mas claro, há histórias de amor nascidas no Tinder. Tudo é possível.
  2. Happn (IOS, Android)
     Perfeito para atualizar a lista de crush do momento. Uma particularidade desse aplicativo é que ele te permite identificar uma pessoa que passou por você na rua, caso essa pessoa também use o app. Legal, né? Como o Tinder, o app trabalha na base da reciprocidade: a pessoa só recebe mensagens de quem também se interessou por ela.
  3. Par perfeito (IOS, Android)
    Eu lembro do Par Perfeito anos atrás, muito antes da era Tinder. Era um site de relacionamentos bem popular no início dos anos 2000 e que há alguns anos migrou para o celular. Naquela época costumava ser um serviço para quem buscava relacionamento sério, o tal par perfeito 🙂 O Par Perfeito fez tanto sucesso que virou programa de TV. Se é isso o que você busca, algo sério, por que não investir? O app apresenta, diariamente, uma lista de usuários que se encaixam no seu perfil. Acho legal isso, de você ver perfis por afinidade.
  4. Badoo (IOS, Android)
    É um dos apps mais usados no mundo e também começou como site até virar aplicativo de celular. O Badoo permite descobrir quem está perto de você. Na versão website eu usei algumas vezes, mas achei que o nível da galera deixava a desejar. O perfil do app é semelhante ao do Tinder.
  5. Grindr (IOS, Android)
    Esse eu nunca usei, mas isso porque o app foca no público LGBT. Mas tenho amigos que já usaram e aprovaram. O usuário pode atribuir estrelas aos perfis que gosta e a geolocalização também ajuda a dar match em quem está mais próximo de você. Tem uma versão paga que oferece mais funções.

Esses são só os cinco mais usados no Brasil. Apps de relacionamentos existem às centenas e para todos os gostos. Eu já me aventurei muito no Tinder, já tentei o Badoo (versão website) e alguns apps mais nichados por faixa etária e nível de educação, mas no fim, sempre que me vejo querendo conhecer pessoas novas o Tinder acaba sendo a opção mais fácil. Qual vocês usam? Tem alguma história com final feliz pra contar aqui pra mim?

 

Foto: Andrea Piacquadio do Pexels
Foto: vjapratama do Pexels

0
10 músicas pra superar um fora e fortalecer a autoestima

10 músicas pra superar um fora e fortalecer a autoestima

Tem música pra tudo nessa vida, não é não, gente? Eu sou daquelas que precisa de trilha sonora em todos os momentos. Se pra chorar até a última lágrima a gente dá play naquelas letras suicidas lindas de viver e deixa o choro correr, na hora de dar a volta por cima não poderia ser diferente. Foram semanas, talvez meses de tristeza sem fim, vazio na alma e aquela sensação de que ninguém mais no mundo iria fazer você se sentir como ele te fez sentir. Mas é chegado o momento da volta por cima. O amor próprio cresce. A vontade de “sair” pra vida reaparece. A autoestima dança ao som de Dua Lipa. A gente não está totalmente curada. O dito cujo ainda está lá no fundo da nossa cabeça, mas dói menos. Uma alegria de viver tímida aparece de vez em outra. A urgência em “vou dar o troco”, “vou mostrar que tô arrasando” surge, e a gente quer algo pra impulsionar esse recém-adquirido sentimento de liberdade e libertação. O que poderia ser melhor que aquela música com a letra e o ritmo certos para nos fazer querer sair por aí mostrando que sim, renascemos e estamos ainda melhores que antes? Tchau, querido!

Eu, que passei por um término em 2019, sei o quanto a música me ajudou nos piores momentos. Ela me ajudou a chorar de soluçar até dormir, me ajudou a me sentir mais poderosa, me ajudou a entender que a vida não tinha acabado por que um simples fulano não me queria mais, e por fim me ajudou a ver que, por mais duro que o inverno seja, a primavera sempre vem. E floresce. E lembre-se: o fato de uma pessoa não querer ficar com você não tem nada a ver com você, não tem nada de errado com você. É uma escolha dela. Portanto, erga a cabeça e abra espaço pro novo. A seguir, a minha playlist pra superar legal um fora e seguir sendo a rainha que você nasceu pra ser.

Me segue lá no Spotify.

Playlist – Rainha renascida 

  1. Dua Lipa – New Rules
  2. Ariana Grande – Next
  3. Mabel – Don’t call me up
  4. Pussycat Dolls – Hush hush
  5. Dua Lipa – Don’t start now
  6. Ariana Grande – No tears left to cry
  7. Pussycat Dolls – I don’t need a man
  8. Dua Lipa – IDGF
  9. Sigalla & Beck Hill – Wish you well
  10. Ally Brooke – Higher

Quais músicas te fazem se sentir bem e no topo do mundo?

1+
Como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong’o?

Como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong’o?

Pois é, como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong’o? Foi lá nos idos de 2013 que a gente ficou conhecendo essa moça linda e talentosa que arrasa no tapete vermelho. Eu lembro do primeiro red carpet da Lupita, já famosa e naquele vestido azul claro Prada. Eu mal a conhecia, mas fiquei muito feliz por ela ter levado o Oscar. Mas não é só de troféus e vestidos deslumbrantes que é feita a carreira da atriz. Lupita é muito bem educada! Tem bacharelado em Filme e Teatro pela Hampshire College, nos Estados Unidos, e mestrado pela Yale School of Drama (Yale é uma universidade do grupo das Ivy League, o supra-sumo da educação superior americana). Além de atuar ela escreve, produz e dirige. Lupita é multitarefas.

(Photo by Steve Granitz/WireImage)Como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong'o?

Mas sabem o que eu acho o máximo na Lupita? Ela ser ela mesma. Precisamos tanto de símbolos que nos representem de forma natural, sem ter de recorrer ao conhecido processo de “enbraquecimento”, que consiste em fazer de tudo para deixar a beleza negra ao gosto do padrão de beleza branco. E o melhor é saber que marcas como Lâncome estão investidos em belezas fora desse padrão.

Lupita é empoderada porque tinha tudo pra se tornar mais uma atriz do nicho das latinas e exóticas que não conseguem fugir de papéis caricatos. Ela é queniana, nascida no México mas criada no Quênia. Estudou, se formou, levou o Oscar no primeiro papel de destaque que teve e virou o rosto da tradicional francesa Lâncome. Virou também ícone fashion no tapete vermelho, emplacando um arraso atrás do outro, e ícone de beleza. E virou referência pra quem não se via em propaganda de marcas de cosméticos de luxo, pra quem não se imaginava em vestidos deslumbrantes de grifes ou ganhando um Oscar. Lupita é a prova de que representatividade importa. E muito.

Como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong'o?

Como não amar a empoderada atriz Lupita Nyong'o?

Além de linda e talentosa, Lupita é inteligente, fluente em espanhol, inglês, luo e swaiili (duas línguas africanas). De acordo com um trecho sobre a vida da atriz publicado na Wikipedia, uma garota africana escreveu pra Lupita dizendo que estava para comprar um creme para clarear a pele, mas aí a Lupita surgiu no mapa das celebridades e literalmente salvou a pele da garota. Referência clara à representatividade e a importância de ter modelos para se identificar. Só por isso Lupita merecia outro Oscar!

1c9146ea41a7376df88e89894c7b3f9f Lupita-Nyongo-best-dressed-Golden-Globes-201411lupita-nyongo-vogue-cover-october-2015-10

O que queremos? Mais Lupitas.
Do que precisamos? De representatividade.

Empoderada.

0

SOBRE PL

O Passaporte voltou, sempre interagindo com seus seguidores, com dicas e informações do mundo da moda, beleza, turismo, entretenimento com um olhar de quem vive buscando o inusitado!

Desenvolvido por Digital Helper
Copyright © 2020 Passaporte do Luxo.Todos os direitos reservados.