Esse post é para todas as mulheres mães ou não, que assim como eu ficam incucadas ao ler na mídia o quão “fácil” e “rápido” as famosas voltam a forma depois da gravidez. Indignada, eu diria, pois corpinho perfeito em duas semanas depois de nove meses de gravidez e parto soa como algo de outro mundo. As pessoas transformaram o pós-parto – período que deveria ser de sossego e tranquilidade pra mulher ir se adaptando às mudanças – numa correria desenfreada pelo corpo esbelto e sem marcas de gravidez. Hoje em dia, parece que as marcas da maternidade devem ser apagadas o mais rápido possível, o que me leva a questionar se a maternidade em si não virou mais um acessório para certas pessoas. Algumas mulheres parem um filho hoje e em poucas semanas, dentro de um bíquino mínusculo, posam segurando o bebê no colo, meio que dizendo para o resto do mundo: “Olha, tive filho, mas a gravidez, aquela infeliz, nem passou por aqui”.

Toda vez que eu vejo a manchete: “Fulana de tal exibe boa forma um mês após o parto”, eu me digo que tem alguma coisa estranha aí. Genética ajuda? Ajuda, e muito! Ter personal trainer, nutricionista, cozinheira, faxineira, massagista, dermatologista e babá à disposição também! Isso sem mencionar o acesso aos melhores cosméticos e tratamentos estéticos. O que eu questiono é como essa “boa forma” é vendida para as outras mulheres, como se fosse algo tão fácil e simples de se conquistar. Afinal queridinha, seu corpo levou nove meses para chegar ao ponto em que se encontra após o parto, é sua obrigação desfazer o processo todo em apenas um mês! Todo mundo vende a boa forma das famosas no pós-parto, ninguém menciona o séquito de profissionais com os quais elas contam, nem do que elas abdicam para chegarem lá.

O Mito

Carole

Caroline Berg Eriksen, mulher do jogador norueguês Lars-Kristian Eriksen chocou a web com sua “selfie” de tanquinho e barriga negativa apenas 4 dias depois do parto!

Na foto acima, Caroline Eriksen, de lingerie sexy parece não ter nem mesmo os sangramentos comuns do pós parto; e nada de barriga inchada, NADA. Vocês acham isso natural? É uma questão fisiológica: o bebê saiu, mas o útero continua grande e leva semanas para voltar ao tamanho de antes da gravidez, daí a barriga inchada da qual nem Kate Middleton escapou.

A realidade
(talvez não de todas, mas de uma grande parte)
a-beautiful-body-jade-beall-01-545x288

Eu corri/caminhei até os sete meses de gestação, fazia alongamento e andava muito. E antes de engravidar, jogava squash, pesava 59 kg para 1m70 de altura. E depois do parto, perdi quase tudo o que engordei em apenas três semanas. No momento, estou 4,5 kg acima do meu peso. Ou seja: se o que elas têm é apenas boa forma e fruto de uma boa genética, mulheres que se exercitam, comem bem e engordam pouco durante a gravidez tem tudo pra voltar a forma rapidinho, certo? Só que não!

Agora, alguns fatos, baseados no meu parto e pós-parto, e no parto e pós-parto de amigas, conhecidas, colegas e irmãs.

Quem faz cesariana não consegue malhar em poucas semanas. Eu fiz e só agora, quase quatro meses depois, é que estou retomando as atividades físicas. E isso por que eu tive uma ótima recuperação. Acontece que existe uma cirurgia de 10, 12 pontos que pode se abrir facilmente ao menor esforço. E no meu caso, que tive um bebê de 4,5 kg, ainda sofro com dores nos ossos da região pélvica por causa do peso que carreguei na gravidez. E quem se dedica mesmo à maternidade sabe que no primeiro mês a gente mal consegue tirar uns cochilos, quem dirá ir pra academia todo dia! Já quem delega o recém-nascido a babás é outra história…

– Vejo famosas que dizem amamentar, mas no carnaval pulam horas na folia, dão entrevista detalhando suas rotinas de malhação, e ainda trabalham pra caramba! Meu, na boa! Abobrinha pura, só pode. Quem amamenta um recém-nascido sabe que é uma doação. Você vive pra aquilo, pois eles mamam o dia todo, noite e dia. Mal dá pra sair de casa, porque eles mamam a cada uma, duas horas nas primeiras semanas de vida. E além do mais, muita atividade física faz o leite secar! Daí você ve a bela na revista, que diz que amamenta com certeza, mas passa horas malhando, come apenas 1.200 calorias por dia, com menos de um mês de parida vai a festas e pula carnaval cinco dias sem parar. Tem alguma coisa errada aí.

A mulher pariu e uma semana depois posta foto no Instagram completamente sem barriga. Oi? Isso existe? Existe sim, gente, algumas mulheres são felizardas mesmo e a barriga some dias após o parto. Mas isso é raro. Raro entre nós, mortais, por que no mundo das celebridades toda mulher aparece sem barriga no Instagram dias depois do parto. Será mesmo que TODA celebridade nasceu com o gene da barriga negativa e a gente não? Tem alguma coisa errada aí.

ariel-and-eric-disney-cartoon-101270

Por que essa urgência em voltar à forma? Desde quando ser mãe virou crime? Não estou defendendo que a mulher tenha de ficar gorda e barriguda, nada disso. Eu mesma quero voltar a ter o meu corpitcho de sempre e tirar minhas selfies esbelta e estilosa. O que eu questiono é o fato de que hoje chega a ser um acinte ter um filho e ir passear com ele gordinha e barriguda, mesmo isso fazendo parte do processo de se tornar mãe. E essa ditatura atinge a todas nós. Depois do nascimento do meu filho ouvi tantos comentários do tipo “Tem outro bebê aí dentro”? e “Você tá grávida de novo”?. Tudo isso por que resolvi encarar as mudanças pelas quais meu corpo passou, ao invés de pirar na batatinha, deixar meu filho de lado e ir malhar feito louca pra poder dar satisfação à sociedade.

Curti e curto muito meu filho. Dou mama a hora e quando ele quer. Passo meus dias com ele, e enquanto isso meu corpo vai, lentamente, assumindo sua nova forma – ou sua absoluta ausência de forma! Quase quatro meses passados me sinto pronta pra malhar, suar a camisa e reconquistar um corpo bonito e saudável. Meu filho cresceu e engordou, está lindo e saudável. E o período mais delicado já passou para nós dois.

Portanto, não pire se você teve seu bebê e, semanas depois, continua usando as roupas de grávida. Não se sinta inferior se a barriga ficou murchinha, com estrias, e se a celulite fez morada do seu bumbum e pernas. Hey, it’s Ok! Não há nada de errado em exibir para o mundo as marcas da maternidade. Essas marcas são prova de que você gerou amor. Dê tempo ao tempo e vá atrás do seu corpo perfeito no momento em que você – e não os outros – achar adequado. A sua saúde e a do seu bebê são mais importantes do que uma selfie de top e calça colada no Instagram.

O símbolo celta da maternidade
celtic_motherhood_knot001_20111005

Leia mais
A arte de se vestir no pós-parto
Fim de semana em família

0