O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

Um dia você viu aquele roadtrip genial e lembrou de um desejo latente, mas esquecido pela rotina e obrigações da vida normal: pegar a estrada de carro. Quem nunca? A questão é: o que fazer com essa vontade? Vai deixar de lado e esquecer de novo ou organizar sua viagem, escolher uma playlist genial e fechar a porta pra só voltar… quem sabe quando?

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

Pois bem, se você resolveu dar bola à sua imaginação e transformá-la em realidade, parabéns! Para comemorar sua decisão e ajudar com umas dicas práticas, criamos este artigo com o objetivo de que tudo dê certo e você volte contando histórias geniais e não o que acabou dando errado. Vamos lá?

Defina o roteiro

Uma das coisas mais legais de viajar de carro é a possibilidade de ir pra onde quiser, na hora que quiser. Ok, a liberdade é genial, mas também vale a pena definir alguns destinos, ou pelo menos ir em direção a algum. Daí, se no caminho você mudar de ideia, tudo bem.

car-on-map

Mesmo assim, escolher o destino serve para planejar a rota, e nelas, identificar os pontos de apoio e paradas para você abastecer, descansar um pouco ou tirar aquela selfie em um mirante fantástico. Aliás, dá pra dizer que o melhor do Brasil é encontrado justamente em pontos que não necessariamente estão nos mapas turísticos. De carro, você pode se dar ao luxo de ir descobrindo paraísos.

Veículo: próprio ou partir para o aluguel de carros?

Essa é a pergunta do milhão. Na verdade, tudo depende. Se você tem um carro em perfeitas condições, com toda a documentação em dia e disponível para uso livre (se não for compartilhado, por exemplo), nada como ir com seu carrinho e fazê-lo participar da história junto com você.

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

Agora, se seu carro não está 100%, se não é ‘só seu’ ou se você quer começar a viagem a partir de um ponto longe de onde mora, a melhor opção é contar com as vantagens do aluguel de carros. O que não falta são locadoras que entregam o carro em uma cidade e recebem em outra, além das facilidades do GPS e estado do veículo. Como achar um bom veículo? Fácil, digite “aluguel de carros RJ” (ou a cidade que você precisa) e você vai ver que opções não faltam!

A melhor coisa é que você garante um veículo confiável e, mesmo que aconteça alguma coisa, o mesmo é trocado e o resgate lhe salva. Por outro lado, dá pra escolher o modelo mais adequado às suas necessidades. Imagina pegar um offroad? Ou um conversível para viajar, literalmente, com os cabelos ao vento? Luxo e riqueza ;).

O que falta para pegar a estrada?

Há quem diga que pra viajar de carro só é necessário ter duas coisas: um automóvel e um motorista. Pode até ser, mas vamos falar a verdade, até pra viagem correr sem problemas ou você ter que providenciar coisas o tempo todo, é melhor sair com tudo preparado. A gente até poderia fazer um checklist de objetos pessoais, mas cada pessoa é um mundo, vamos só citar algumas necessidades universais de um autêntico viajante de carro:

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

Playlist – Música é tudo em uma viagem. O que você gosta de ouvir? Jogue todas as suas MP3 no celular ou em um pendrive, pense que nem todo lugar tem internet e ficar sem trilha sonora naquele momento não é uma opção.

Documentação – Pessoal e do veículo (se você não optar pelo aluguel de carros). Para se hospedar, é preciso apresentar documentos pessoais e tem lugar que pede alguma coisa que comprove que você é você na hora de passar o cartão de crédito, por exemplo. Cartão do plano de saúde e, se viajar com filhos, certidão de nascimento de todo mundo, caso seja requerido pela fiscalização em algum controle.

Objetos úteis – O melhor de viajar de carro é poder levar um monte de coisas! Então, pode jogar tudo que ache necessário no porta-malas. Comida é uma boa, pra você não ficar com fome no caminho, água é fundamental. Papel higiênico, secador de cabelos, pranchinha, protetor solar, vale tudo. Uma geladeirinha também não vai mal. E se você for do tipo que cozinha e acampa, um kit de acampamento pode ser a salvação.

O sonho da viagem de carro: dicas práticas para você planejar a sua

O que mais?-  Decidir e sair. Até mesmo a hospedagem você pode ir vendo no caminho, descobrir lugares legais e pedir indicações. O mais importante é ir! Por isso, não deixe suas vontades de lado, seu road trip pessoal está à sua espera, e pode ser feito com muito mais facilidade do que você pensa, mas só se virar realidade. Por isso, boa sorte com os preparativos e pé na estrada! Depois conta pra gente aqui do Passaporte do Luxo, como foi sua viagem!

Please follow us:
Chile – Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

Chile – Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

Se você quer visitar o Chile veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores. Alem do Valle Nevado, mercados cheios de cultura local, uma visita à casa de Pablo Neruda, Valparaíso, Viña del Mar e muito mais.

A capital chilena está repleta de atrações turísticas e passeios por perto

Chile - Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

Sob os pés da Cordilheira dos Andes, Santiago mistura um certo ar europeu com um toque latino. Em 2015, o Chile recebeu 460 mil brasileiros que foram conhecer os pontos turísticos do país, tenho a capital como a porta de entrada para explorar o país. Além da própria cidade, cheia de atrativos, seus arredores são repletos de destinos interessantes, todos muito próximos. Prédios históricos bem conservados, vinícolas, mirantes, bons restaurantes, museus, o Oceano Pacífico de um lado e a Cordilheira dos Andes do outro são algumas opções do que fazer em Santiago e cercanias. Confira abaixo:

1 – Plaza de Armas e Mercado Central
A Plaza de Armas é considerada o “Coração de Santiago”, pois foi a partir dela que a cidade se desenvolveu. Além da sua beleza, da Plaza podem ser vistos alguns dos principais edifícios históricos da capital: o Palácio Presidencial de La Moneda, a Catedral Metropolitana, o prédio da prefeitura de Santiago, o Correio Central, a Casa Colorada, o Museo de Santiago, o antigo prédio do Congresso Nacional, a Real Casa de Aduanas, o Museu Pré-Colombiano, o Tribunal de Justiça, o Palácio da Corte Real e o Museu Histórico Nacional.

A 600 metros da Plaza de Armas está o Mercado Central, onde o turista tem a possibilidade de conhecer as diversas cores, sabores e a iguarias do Oceano Pacífico que banha o país de norte a sul. Declarado Monumento Nacional em 1984, esta área é utilizada para o comércio de produtos desde 1817.

Chile - Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

2 – Cerro San Cristobal, Bellavista e Casa de Pablo Neruda
O Cerro San Cristobal é o ponto ideal para avistar a cidade de Santiago com a Cordilheira dos Andes ao fundo. A 880 m de altitude, é sede do santuário e da estátua da Virgem de la Imaculada Concepción. Situado no bairro boêmio de Bellavista, bem próximo ao centro da cidade, o local pode ser acessado a pé, de carro ou pelofunicular. A duas quadras dali fica a Casa Museo La Chascona, onde morou Pablo Neruda.

O bairro de Bellavista também é o destino para quem quer curtir a noite de Santiago, pois está repleto de alguns dos melhores bares e restaurantes da cidade.
Chile - Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

3 – Sky Costanera

Inaugurado em agosto de 2015, é o prédio mais alto da América Latina, com 300 metros de altitude e uma vista de 360 graus de Santiago. Em menos de um minuto, os elevadores chegam ao topo do mirante. São 61 andares mais um lance de escada rolante para chegar lá. O último andar é aberto e a vista é impressionante, com indicativos dos principais pontos turísticos. O prédio está no Mall Costanera Center, o mais novo e moderno shopping center do Chile, localizado no bairro da Providencia, que recebeu o apelido de “Sanhattan”, uma mescla de Santiago com Manhattan, por conta dos arranha-céus modernos que caracterizam o bairro mais cosmopolita da cidade.

Chile - Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

4 – Valle Nevado

Maior centro de esqui da América do Sul, o Valle Nevado é uma atração imperdível para quem deseja conhecer a Cordilheira, tanto no verão quanto no inverno. Tendo sua base situada a 3.000 metros de altitude, no verão o complexo oferece a seus visitantes atividades ligadas aos esportes de aventura, como trekking, mountain bike, cavalgada, além do passeio de teleférico e observação de condores, as aves típicas dos Andes.

No inverno, os turistas têm à disposição a maior estrutura de neve do Chile, com capacidade para hospedar mais de 800 pessoas, 44 pistas de todos os níveis, 15 teleféricos, 6 restaurantes, 6 bares, 8 condomínios de apartamentos, spa, fitness center, piscina aquecida, escola de esqui para adultos e crianças.

Chile - Veja 6 dicas do que ver em Santiago e arredores

5 – Vinícolas

O Chile é conhecido pela grande qualidade do vinho produzido em suas parreiras e, bem próximo a Santiago, há diversas opções onde os visitantes podem inclusive degustar os principais rótulos das vinícolas Concha y Toro, Undurruaga, Montes, Santa Cruz e Santa Rita.

6 – Viña del Mar e Valparaíso

Quem está hospedado em Santiago e deseja conhecer o Oceano Pacífico tem como boas opções as cidades de Viña del Mar e Valparaíso, localizadas a pouco mais de 100 Km. Viña del Mar é o principal balneário chileno, enquanto Valparaíso, declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 2003, se destaca pela arquitetura e pela vida cultural bastante ativa, principalmente em virtude dos museus de Belas Artes, do Mar Lord Thomas Cochrane, de História Natural e La Sebastiana (outra casa de Pablo Neruda), além da Galeria Municipal de Arte. Assim como o passeio às vinícolas, a dica é consultar a Turistik, que oferece esse tour saindo de Santiago

Mais informações: 

Sky Costanera – www.skycostanera.cl
Vale Nevado –  www.vallenevado.com/pt/ 

Vinícolas –www.turistik.cl 

Please follow us:
Black Friday de viagem – aproveite para obter descontos em hotéis, passagens e serviços

Black Friday de viagem – aproveite para obter descontos em hotéis, passagens e serviços

Nem só de produtos, roupitchas de marca, eletroeletrônicos e acessórios mara é feita a Black Friday (Confira AQUI o especial Black Friday de Moda). Sabia que esta também é uma ótima época para viajar ou comprar passagens e diárias em hotéis? Estamos no fim da baixa temporada (daqui a pouco chega o fim do ano e os preços sobem) e você pode conseguir descontos em promoções exclusivas. Aproveite a Black Friday de viagem para obter descontos em bons hotéis, serviços como aluguel de carro e passagens aéreas. Pode ser que a viagem dos seus sonhos esteja a apenas uma Black Friday de distância de você. Pense bem: um smartphone em 10x sem juros, mesmo na Black Friday, pode sair mais caro que uma viagem internacional… Bora pechinchar e fazer as malas?

voyages-organises11

A Machu Picchu Brasil, operadora de viagens especializada no destino Peru, está com promoção para a Black Friday. A partir de 27 de novembro e até 31 de dezembro, a empresa vende pacotes de viagens com o dólar congelado a R$ 3,70 para viagens a serem realizadas durante todo o ano de 2016. E tudo em até 10x sem juros.

Descrição do pacote:
Visitas desde os sítios arqueológicos próximos a Cuzco, como todo o Vale Sagrado dos Incas, incluindo o laboratório de pesquisas agrícola que se chama Moray, as cidades locais, as Salineiras de Maras, onde é extraído o sal andino com suas terraças brancas e uma paisagem inesquecível.
Duração:
6 dias e 5 noites
Saídas:
Viagens efetuadas de 01/12/2015 a 31/12/2016
Preço: a partir de R$ 2.992,48 por pessoa
Inclui:
Traslados; Ingressos para todos sítios arqueológicos do roteiro; Passagem área dos aeroportos de São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre em classe econômica; Hotéis com café da manhã; Passeios guiados; Assistência 24 horas em português; Guias profissionais em todos os passeios em Espanhol ou Inglês; Seguro para pessoas de 0 a 70 anos/assistência viagem básico My Assistance (cortesia Machu Picchu Brasil).
Mais informações: www.machupicchubrasil.com.br.

E para ler mais sobre Machu Picchu, no Peru, veja um post bem legal clicando AQUI

Machu PicchuQuality Resort Itupeva – Localizado a 30 minutos de São Paulo, o hotel está oferecendo 30% de desconto para quem comprar um pacote de Natal durante a Black Friday. Acha pouco? Diárias a partir de 910 reais, e ainda dão cortesia para DUAS crianças. Estão incluídos no pacote: pré-ceia, ceia de natal, caça ao papai noel, coral das crianças, música ao vivo, café da manhã no dia 25, almoço, hidroginástica temática, espetáculo de teatro “A Bela e a Fera”. Reservas: reservas.qri@atlanticahotels.com.br 

Dentro ou fora do Brasil, se precisar alugar um carro durante sua viagem, o site o www.rentcars.com vai ter promoções exclusivas durante a Black Friday em mais de 60 países. E quem se cadastra no site recebe as ofertas em primeira mão. 

Sites de viagens 
O Submarino Viagens já está com a “Esquenta Black Friday”, com passagens para o Rio de Janeiro a partir de 149 reais, 629 para o Chile ou 651 reais para Buenos Aires! A parte de hospedagem também já está interessante, com precinhos caindo no Rio, Maceió, Recife, Salvador, Cancún e até Miami.

black-friday-cyber-monday-aruba

A CVC é outra que antecipou a Black Friday 2015. Já tem pacotes para lugares mara como Natal, Porto de Galinhas, Fortaleza, Maceió, Buenos Aires e Los Angeles a partir de 988 reais, com hospedagem, café da manhã, passagens e translado incluídos.

O site Decolar.com está com uma contagem regressiva para a Black Friday. Parece bastante promissor ver passagens aéreas para São Paulo e Rio de Janeiro a partir de 89 reais, ou para Nova York a partir de 260 doletas. O site também está oferecendo pacotes para Buenos Aires e Natal em até 15x sem juros!

A Copa Airlines tem passagens para Orlando saindo de São Paulo ou Campinas a partir de 841 reais. O site Melhores Destinos publicou uma tabela de todas as cidades com promoções de passagens para Orlando. Confiram, vale a pena!

BlackF

E que tal ir para Orlando passar sete dias com aluguel de carro com quilometragem livre, áereo, hotel e seguro por 478 reais de entrada mais 9x de 301? É o que promete o ViajarBarato

No ViajeNet a Black Friday 2015 começa antes. Desde o dia 23 de novembro o site iniciou as promoções. Exemplo: passagens para o final de ano a partir de 59 reais. No dia 27, o ViajeNet terá um site exclusivo só para a Black Friday, que deve ferver de promoções de passagens e hospedagens.

Dicas para a Black Friday

– Opte pela compra através de boleto, que oferece mais desconto do que com cartão de crédito.
– Seja rápido: faça antes uma lista do que quer comprar e das marcas pra ir direto ao item, sem perder tempo.
– Não deixe de acessar o site oficial da Black Friday (http://www.blackfriday.com.br/) para ver listas de preços e sugestões de lojas onde achar o produto.
– Se tem um hotel em mente, vá diretamente ao site do hotel para ver as ofertas
– E não esqueça de entrar diretamente no site das companhias aéreas para ver mais promoções e pesquisar preços que talvez não apareçam em outros sites. Por exemplo, se quiser ir para Paris, entre no site da Air France pra ver o que eles estão oferecendo.
– Para itens exclusivos e mais caros, use sites de comparação de preços como o BondFaro. Tem sempre alguém com um oferta melhor.

Boa viagem!!

Confira também: Black Friday de Moda

Please follow us:
Vida nova em Paris

Vida nova em Paris

Bonjour mes amours!

Voilà, agora é assim que começarei meus posts, direto da cidade-luz. Já até alterei a cidade na home do blog, notaram? Chique! Pois bem leitores e leitoras, cá estamos nós de mala e cuia em Paris. Meu marido, meu filhote e eu. Deixamos tudo para trás em São Paulo para recomeçar novamente na França. Tudo aconteceu tão rápido que não deu tempo de atualizar vocês. Vida nova em Paris.

Visitei a cidade em três ocasiões, e em todas elas senti algo dentro de mim que não consigo explicar. Uma atração irresístivel, uma encantamento surreal, uma vontade absurda de me embebedar em sua estonteante beleza arquitetônica, em seu patrimônio artístico e riqueza cultural. Vontade de ser o Owen Wilson no filme “Meia-noite em Paris” e me transportar para uma época em que a cidade era o centro cultural e intelectual do mundo. IMG_9562

Eu caí de amores por Paris desde a primeira vez em que pisei os pés nela. Sim, meus olhos encheram de água quando cruzei a Ponte Alexandre III pela primeira vez, ou quando desci a Champs-Elysées à noite em plena época de Natal; ou quando caminhei e me sentei no Jardin des Tuilleries. Apesar disso nunca pensei de fato que um dia seria residente nessa que é considerada uma das cidades mais lindas e glamorosas do mundo. Foi uma surpresa total, não planejei nada. Adoro as reviravoltas da vida 🙂 Sempre imaginei como seria a vida aqui, mas era só um pensamento distante. Será que nosso inconsciente trabalha à nossa revelia? Parece que sim.

Aconteceu que no comecinho de julho perdi meu emprego em Sampa. Fiquei mega chateada, pois adorava meu trabalho na eduK. Em poucas semanas comecei a fazer entrevistas de emprego para vagas na Alemanha e na Suíça. Ser casada com um cidadão europeu me dá o direito de residir e trabalhar em qualquer país da União Européia onde meu marido decida fixar residência. O plano era voltar para a Suíça, ou no máximo ir morar em Munich, terra do Erik.

Enfim, o tempo passou e, apesar das boas perspectivas, nada de concreto rolava. Um dia vi uma vaga na área de comunicação em Paris, assim por acaso, que pedia uma pessoa bílingue português brasileiro/inglês. Resolvi me candidatar sem nenhuma expectativa. E foi justamente essa vaga que deu certo. Em dez dias eu tinha feito três entrevistas por telefone e respondido a vários e-mails. Eles me ofereceram o trabalho. Eu aceitei. Paris.

IMG_9560

Isso era comecinho de setembro. Aí começou a correria para vender coisas, alugar nosso apartamento em SP, cancelar isso e aquilo, burocracias mil e voilà: chegamos à França há duas semanas. Tem sido uma loucura, pois estamos num apartamento temporário, temos de lidar com a parte burocrática para estabelecer residência no país, tudo é novo para o nosso filho… Enfim, temos muito o que fazer.

Estamos felizes e certos de que fizemos uma boa escolha. Nosso baby vai crescer trilingue (português, alemão e francês), e só esse fato já valeria qualquer mudança. Ainda falta achar apartamento, comprar móveis, instalar telefone etc. Falta tudo, ha ha! O que será que o futuro nos reserva aqui? Só o tempo dirá. Em outubro de 2014 eu estava em São Paulo começando num trabalho novo, e jamais, nem nos meus sonhos mais loucos poderia imaginar que um ano depois eu estaria morando em Paris. De uma coisa eu tenho certeza: vou tentar tirar proveito de tudo aqui o máximo que eu puder, viver Paris em sua plenitude não apenas morar em Paris. Vai saber onde estaremos daqui, dois, três, cinco anos?

Abaixo algumas fotos dos primeiros dias (tiradas com iPhone, desolé), e numa delas meu filhote e eu.IMG_9577 IMG_9618 IMG_9615 IMG_9564

Preparem-se, pois Paris vai agitar esse blog.
bisous

Please follow us:
Primeira vez no Peru? Confira 10 dicas para planejar sua viagem

Primeira vez no Peru? Confira 10 dicas para planejar sua viagem

Vai ao Peru? Veja 10 dicas para planejar sua viagem. Recebi esse roteiro e achei muito bacana compartilhar, pois foi feito por uma agência especializada em viagens ao Peru, a Machu Picchu Brasil.

Panorama of Mysterious city - Machu Picchu, Peru,South America. The Incan ruins and terrace. Example of  polygonal masonry and skill

Organizar uma viagem está longe de ser uma tarefa fácil, não é mesmo? Principalmente se o destino escolhido for um lugar ainda desconhecido e cheio de peculiaridades. É por isso que conhecer o local, seus costumes e atrativos são itens essenciais no momento de montar o roteiro. Se você vai ao Peru, confira aqui uma lista de 10 dicas para os turistas que estão planejando ir ao país pela primeira vez.

1ª) Planeje bem a sua viagem

O Peru vai muito além de Machu Picchu… O país conta com outras regiões turísticas surpreendentes, como o Lago Titicaca e as Linhas de Nazca, por exemplo. Antes de ir, informe-se com um especialista sobre os roteiros possíveis e que possam agradar mais.

lima city pin on the map

2ª) Qual o melhor período para visitar o Peru?

A melhor época para se conhecer o Peru é entre os meses de abril e novembro, pois é quando o clima está mais agradável e ameno para passear pelo país. Porém, os meses de julho e agosto são considerados meses de alta temporada quando as atrações estão bem mais cheias e com os preços mais altos.

3ª) Idioma

É de bom tom ter alguma noção de espanhol, que é o idioma local do Peru. Em Cusco, o inglês é falado por cerca de 90% dos habitantes.

4ª) Quais os documentos necessários para entrar no Peru?

Os brasileiros podem entrar no país com o RG (Carteira de Identidade) original, com menos de 10 anos de emissão e em bom estado de conservação, ou um passaporte com validade mínima de seis meses da data de saída do Brasil. Menores de 18 anos devem estar acompanhados por um adulto responsável e ter uma autorização emitida pela Policia Federal do Brasil.

Travel necessities: sunglasses, passports camera, dollars on the map

5ª) Voltagem e fuso horário

No Peru, se usa a voltagem padrão de 220V, porém, alguns hotéis contam com tomadas 110V nos quartos ou transformadores. Fique atento ao fuso horário. 22h no Peru é 00h00 no Brasil. Essa diferença ainda pode aumentar em alguns estados brasileiros durante o Horário de Verão.

6ª) Como fazer o câmbio no Peru

Os locais mais seguros para fazer a conversão do dinheiro (Reais ou Dólares) são aeroportos (cambio mais alto) ou casas de câmbios locais (sugeridas por agências de viagem). Evite cambistas no meio da rua, pois você pode cair num golpe. Muitos caixas eletrônicos permitem saques em Dólares ou Nuevos Soles (ou Soles), moeda local, diretamente de sua conta corrente. Basta solicitar o desbloqueio ao seu banco antes de viajar. É sempre bom ter um cartão de crédito internacional, apesar da cobrança de IOF, e dinheiro em mãos nas visitas às cidades pequenas e feirinhas de artesanato.

Peru

7ª) O Mal de Altitude ou Soroche

Boa parte das atrações mais procuradas estão situadas a mais de 3 mil metros de altitude. O ar rarefeito e o clima seco podem causar cansaço, falta de ar e dores de cabeça, causando o famoso Mal de Atitude, ou Soroche. Consulte um médico antes de viajar. Na chegada, a dica é dormir bem e descansar no primeiro dia, e sempre caminhar devagar. Tomar o famoso chá de coca ou mastigar suas folhas, muitas vezes disponíveis no hotel, amenizam o mal de altitude.

Inca Trail to Machu Picchu in Peru

8ª) Viaje de ônibus e use táxi

Viajar de ônibus no Peru é barato e tranquilo. Algumas companhias oferecem primeira classe. Mas o tempo gasto é considerável, graças às estradas estreitas e sinuosas. Não programe nada que tenha hora marcada nos dias dos deslocamentos mais longos. Alugar um carro em Lima está fora de cogitação. O trânsito é uma loucura! Prefira ônibus (pois não há metrô) ou taxis, que não são caros, mas há que se negociar as tarifas antes do embarque.

9ª) Compre ingresso e tickets de trem para Machu Picchu com antecedência

Para a atração mais procurada do Peru (e uma das mais procuradas do mundo), compre seus ingressos com antecedência e peça sempre auxílio de um agente de viagens para que tudo saia como planejado.

Inca Trail to Machu Picchu

10ª) Escolha o roteiro conforme o seu perfil

Existem diversas formas de se montar um roteiro para o Peru: mais curtas ou mais detalhadas, em hotéis estrelados ou com o conforto básico. Para todo perfil de viajante, a Machu Picchu Brasil oferece serviços personalizados e roteiros adaptados.

Com dicas da Machu Picchu Brasil

Please follow us:
A magia dos alpes suíços – dicas para esquiar na Suíça

A magia dos alpes suíços – dicas para esquiar na Suíça

Se você sempre se perguntou como seria passar férias num ambiente tão diferente como os alpes suíços, vou contar aqui um pouco da minha experiência por aquelas bandas. Eu morei sete anos na Suíça – na verdade três desses anos foram mesmo na França, ao pé das montanhas do Jura, bem na fronteira com Genebra. E morar nessa região é como morar em Genebra, por que a vida social e profissional acontece mesmo é na cidade Suíça. Onde eu morava é uma região calma, rural, com paisagem e clima de montanha.

Durante todo esse tempo pude vivenciar a cultura esportiva e social tanto dos suíços quanto dos franceses nos meses mais frios do inverno europeu. E agora vou contar para vocês um pouquinho sobre os famosos alpes suíços. Destino de ricos e famosos, de aventureiros em busca de adrenalina, de casais em busca de paz e tranquilidade, de gente em busca de beleza e natureza.

Jungfraubahn auf der Kleinen Scheidegg vor der Kulisse der Berner Alpen Photo by Christof Sonderegger

Jungfraubahn – o trem da montanha Jungfrau – Photo by Christof Sonderegger

Para enfrentar temperaturas negativas e semanas a fio sob a neve, o jeito foi criar toda uma infra-estrutura para atrair as pessoas para o alto das montanhas em busca de diversão, sol e adrenalina. Romance e beleza também fazem parte do pacote. Afinal, jantar à luz de velas num chalé alpino vendo a neve cair é um programa romântico que permeia os sonhos de muita gente. E fevereiro é o mês ideal para se aventurar no esqui ou snowboard. A essa altura já caiu muita neve e as pistas estão perfeitas para os amantes do ouro branco – é assim que os suíços apelidaram a neve.

Eu adoro estar num chalé, adoro o cheiro da madeira que exala com o calor dos aquecedores de temperatura. Adoro abrir a janela de manhã e me deparar com toda aquela brancura quase infinita, salpicada por pontos verde escuro aqui e ali. Nada mais gostoso que sair de casa cedo, sol no céu, neve no chão e esquis nos pés para um dia de aventura e beleza. Parar pra almoçar num restaurante de montanha ao meio dia e voltar ao chalé no fim da tarde exausta, pronta para aquele banho quentinho e uma noite tranquila e aconchegante regada a raclette suíça. Uma boa garrafa de vinho em frente a lareira fecha a jornada com chave de ouro.A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na SuíçaPassar férias nos alpes é um dos meus passeios favoritos. Sim, os alpes suíços são um luxo e muita gente fala do glamour de algumas das estações de esqui mais badaladas do mundo. Nem me considero mais turista visto que vivi a cultura suíça por tantos anos, e posso afirmar que quando você mora na Suíça, esquiar nos alpes é como morar no Rio de Janeiro e ir mergulhar em Ipanema. Faz parte da vida.

Lugares pra esquiar na Suíça – Tem muitos, por isso só vou falar dos que conheço, ok?

Bern Oberland – A região é vasta e tem dezenas de vilarejos e estações de esqui. Foi lá que, em 2007, fiz minha primeira incurssão pelos alpes. As vastas e altíssimas montanhas da região de Berna contam com mais de 800 lagos! Não perca uma visita a Schilthorn, que tem um restaurante a 2970 metros de altitude que gira a 360 graus, e serviu de locação para um filme do James Bond (007 Bond World). A vista é de perder o fôlego, algo para nunca mais se esquecer.

swissrailways.com_excursions_schilthorn_from_stechelberg

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Em 2007, na região de Jungfraujoch

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

A paisagem é tão surreal que ficou parecendo que fui colocada na foto, rs.

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Reparem no visual…

Esquiar lá de cima não é para iniciantes, já que a pista é longa e sinuosa. O transporte é moderno e eficiente, e dependendo da localidade conta com trens para levar os turistas montanha acima.

Região de Jungfrau – Nesta famosa região montanhosa eu conheci a estação de Grindelwald. Lá você se depara com mocinhas vestidas em trajes típicos suíços e cartões postais tão bonitos que só podem mesmo ser vistos na Suíça. O legal é que Grindelwald tem bares 24 horas, boas escolhas entre restaurantes típicos e modernos e opções de spa para relaxar. Já imaginou estar numa jacuzzi quentinha ao ar livre cercada pelas estrelas e pela neve ao redor das montanhas?

JUNGFRAUJOCH - Top of Europe: Sphinx (3571 mueM) mit Blick über den Grossen Aletschgletscher. JUNGFRAUJOCH - Top of Europe: Sphinx (3571 m) with view over the Aletsch Glacier. Copyright by Jungfrau Railways     By-Line swiss-image.ch

JUNGFRAUJOCH – Top of Europe: Sphinx (3571 m) with view over the Aletsch Glacier. Copyright by Jungfrau Railways By-Line swiss-image.chCIMG1127

Se você pretende subir a montanha de Jungfraujoch – considerada o topo da Europa – Grindelwald é um ótimo ponto de partida para chegar à estação de trem mais alta da Europa, a 3454 metros de altitude, com mais de 100 anos. Estar num trem – todo envidraçado – subindo os alpes cercada por aquela beleza toda foi uma das experiências mais incríveis que eu tive na Suíça. Recomendo, é de uma beleza rara. Fico arrepiada só de lembrar o anoitecer com a brancura da neve salpicada de pontinhos de luz. Já perceberam que eu amo a Suíça, neam? Fica difícil transmitir em palavras tanta beleza e magia!

E a região ainda tem os “glaciers”, que são as montanhas de gelo. Tem muitos passeios e excurssões para pontos de observação, além do Palácio de Gelo! Gente, visitar os alpes suíços no inverno é um passeio inesquecível. E há tanto para se ver e fazer! Eu diria que no inverno tem mais coisas para fazer do que no verão. Tanto a região de Jungfrau como Bern Oberland ficam na suíça alemã.

Jungfraubahn auf der Kleinen Scheidegg vor der Kulisse der Berner Alpen Photo by Christof Sonderegger

Jungfraubahn auf der Kleinen Scheidegg vor der Kulisse der Berner Alpen – Photo by Christof Sonderegger

Verbier – Este resort de esqui é considerado um dos mais chiques da Suíça. É point de endinheirados britânicos, russos e ricos do mundo todo. Verbier é linda e fica na suíça romande (de língua francesa). A gente olha em volta e parece que tudo ali foi cuidadosamente colocado no lugar, das montanhas às casas, é tudo perfeito como num conto de fadas. Preparem o bolso, pois Verbier pode sair bem mais cara do que outras estações, simplesmente por causa do badalo. Se você quer ver gente bonita e rica, e não se importa com o preço do passe de esqui, bora pra Verbier! Os chalés do vilarejo se situam na casa dos milhões, e muitos contam com quadra de tênis e chef privativo. Verbier fica na região dos 4 Vallées e tem a fama de receber sol mais de 350 dias por ano! Só tenho fotos de Verbier no verão, mas vale né?

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Lindo até no verão

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Você senta para apreciar a paisagem e não quer mais ir embora

Se você prefere uma atividade coletiva, em Verber tem ski de fundo, ski touring, handski para pessoas com necessidades especiais e escaladas a pé em grupo e com guias. À noite, tem bares e casas noturnas repletas de gente phyna e jovem.

Mayens-de-Riddes – Nesta mesma região dos 4 Vallées, do lado oposto a Verbier está Mayens-de-Riddes, um local muito lindo e agradável com uma estação chamada La Tzoumaz. Fui muitas vezes a La Tzoumaz com o Erik, e o local é perfeito para famílias e para iniciantes. Não tem o glamour de Verbier, e isso significa que também não tem os preços salgados de lá. Do topo da La Tzoumaz a gente olha para o lado, lá embaixo, e vê Verbier incrustrada na montanha. E mesmo quando o sol já desapareceu de la Tzoumaz ainda é possível vê-lo brilhando lá embaixo, em Verbier.

A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Mayens-les-Riddes em dia de pouca neve…

La Tzoumaz tem piscina pública, escolas de esqui e um centrinho com todas as facilidades como supermercados, lojas e restaurantes. Para os aventureiros, dá para se hospedar em Mayens-de-Riddes, subir até La Tzoumaz e esquiar montanha abaixo em direção a Verbier, mas atenção: para voltar ao ponto de origem você precisará dar uma bela volta de carro. SL370780 A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça A magia dos alpes suíços - dicas para esquiar na Suíça

Além de toda a magia e lazer que os alpes suíços oferecem no inverno, no verão também é possível visitar essas paisagens e se encantar com cachoeiras e lagos cristalinos. No próximo post vou falar de um dos meus lugares favoritos em toda a Suíça: Montreux.

Para mais informações
Bern Oberland, ou Oberland Bernês – My Switzerland em português 
Jungfraujoch – Infos sobre bilhetes, hotel, trens e passeios, em francês: Jungfrau.ch
Verbier
– Passes de esqui, programação de inverno, eventos e aulas de esqui, em inglês: Televerbier.ch
Mayens-de-Riddes – em francês: Valais.ch

beijos

Please follow us: