Sobre life coaching e como se reconectar consigo mesma

Hoje, eu quero falar de um assunto que nunca abordei aqui: sobre life coaching e como se reconectar consigo mesma. Comecei a fazer sessões de life coaching com uma conhecida dos tempos de faculdade na Suíça e estou adorando. Não apenas tem me ajudado a voltar a olhar para mim mesma, como tem me feito repensar situações e comportamentos na minha vida. Eu não sabia muita coisa sobre o assunto até que surgiu a oportunidade de fazer sessões. E como estou em um momento delicado da minha vida, pensei “por que não”? E desde então tenho me surpreendido.

Sobre life coaching e como se reconectar consigo mesmo

Acho que antes de tudo é importante dizer que life coaching NÃO é terapia, e o coach não é psicólogo. O profisisonal não está apto a identificar ou trabalhar com problemas psicológicos ou mentais. Life coaching não é algo que vai fazer os problemas desaparecerem, mudar seu relacionamento com o marido/noivo/namorado/pai ou mãe, te fazer obter uma promoção no trabalho. O life coaching vai trabalhar com VOCÊ, e somente com VOCÊ, para que as mudanças que tanto almeja venham de dentro pra fora. Como isso é feito é o que eu vou tentar explicar a seguir. Na definição de Loretta Farisco, Coach de Qualidade de Vida, Coordenadora de Compras e Colaboradora do Site “Trinta e Umas”: “O coaching é um processo que auxilia o indivíduo a atingir objetivos através das ferramentas aplicadas por um profissional treinado para este fim. O processo te auxilia a traçar metas, definir objetivos, ter novas visões de uma determinada situação, ter clareza do que se quer e suas principais motivações, se autoconhecer, ajustar pontos cegos entre outras coisas.

É importante não confundir coach com terapia, já que esta olha para o passado. O coaching olha para o futuro.

Sobre life coaching e como se reconectar consigo mesmoAs sessões de coaching focam em como as coisas são hoje e como queremos que elas sejam num futuro próximo. Por exemplo: se eu digo que sinto que deixei minha verdadeira personalidade de lado em prol do trabalho, da maternidade ou do relacionamento, o coach vai me guiar no sentido de descobrir o que eu poderia fazer, dentro das minhas possibilidades, para começar a trazer de volta a verdadeira Ana Paula, perdida em algum lugar aqui dentro. São metas realistas e totalmente alcançaveis, pois a idéia é ir incorporando as mudanças aos poucos.

No meu caso, por exemplo, começar o dia com uma bela música é algo que passei a incorporar à minha rotina. Esse início de jornada musical traduz um pouco do meu lado leve e espontâneo de ser que eu quero resgatar. Me fazer um elogio a cada vez que eu me olhar no espelho é outra maneira de voltar a ser gentil comigo mesma. De lembrar a mim mesma as qualidades que tenho e que, às vezes, seja pelas críticas das pessoas ou pela baixa autoestima, esqueço.

Para que o coaching de vida seja efetivo, Loretta recomenda que o indivíduo se entregue ao processo de forma plena, de mente e espírito aberto e inteiro. Não tenha medo do julgamento. “O coach está ali para te ajudar, e é extremamente gratificante ver o desenvolvimento dos nossos clientes. Acredite, te julgar é a última coisa que ele quer fazer por você.”

Você é incrível
Sobre life coaching e como se reconectar consigo mesmo

O life coaching tem me ajudado bastante a perceber – e aceitar – que a mudança que queremos tem que partir de nós mesmos. Não podemos mudar o outro, mas podemos mudar a nós mesmos. A dinâmica das nossas interações muda porque mudamos por dentro, resgatamos a autoestima e confiança, estamos mais conectadas com nós mesmas e com o universo. Isso se traduz em saber melhor o que queremos e quem somos, e como reagir às situações negativas e pessoas tóxicas. Quando nos conhecemos melhor, fica mais fácil não se deixar contaminar por excesso de críticas, negatividade e falta de estímulo. Nós somos nossas maiores estimuladoras. Precisamos aprender a não depender da validação dos outros para nos sentirmos bem e guiar nosso caminho. Afinal, a jornada é nossa e devemos trilha-la com nossos próprios sapatos.

Outro aspecto importante é identificar o porquê de não estarmos alcançando nossos objetivos. Por que aquele projeto nunca saiu do papel? Por que não estou contente com meu corpo, mas não faço nada para mudá-lo? Achar a raiz da inércia é vital para entender as razões que “emperram” nosso desenvolvimento como pessoa. E uma vez identificadas as causas, fica mais fácil atacar o problema. 

Sobre life coaching e como se reconectar consigo mesmo

Por que procurar um profisisonal de life coaching (ou coaching de vida em português)?
Para Loretta Farisco, “nosso cérebro é o maior sabotador de sonhos que temos. É incrível como criamos teorias, histórias, verdades para nós mesmas. Todas nós fazemos isso o tempo todo. O coach te ajuda a ver e a vencer estes bloqueios que sozinha você não irá conseguir.  Ele te ajuda a vencer a zona de conforto.”

Por hoje é isso, galeres. Pretendo falar bastante desse assunto aqui no blog. Fiquem ligados, porque da próxima vez vou dar dicas de como podemos ser mais gentiis com nós mesmas e nos tornamos mais positivas. Autoestima é o caminho.

beijos e curtam-se muito.

Loretta Farisco no Facebook
Blog Trinta e Umas


Keywords: bem estar, inspiração, life coaching, Lifestyle, loveyourself, reflexão
COMPARTILHE